top of page
Dentist Chair Talks

Tem Hipertensão Arterial e vai ao Dentista? 5 coisas que deve saber...


O médico dentista , mais do que tratar doenças, trata DOENTES, ah pois é... e todos os nossos procedimentos devem ser adaptados a cada um de forma particular. É uma coisa que digo constantemente é que temos que ter a capacidade de nos adaptar à pessoa que vamos tratar, com a sua personalidade, com os seus objetivos relativamente à saúde oral e estética do sorriso, e claro, coma sua patologia subjacente. Hoje vamos falar um pouco sobre a abordagem do doente com Hipertensão Arterial (HTA). Se está a ler este texto e sofre de HTA (se é adulto terá uma probabilidade de 42%) a mensagem que tenho para si é que o dentista está preparado para o receber e atender da melhor forma.


1. QUAL A IMPORTÂNCIA DA ANAMNESE ?_ Uma das perguntas mais frequentes que são feitas para conhecer o estado de saúde geral do doente que nos procura é se tem HTA, e mais importante ainda, se essa HTA está controlada. Na dúvida podemos sempre medir a tensão arterial na consulta. A verdade é que o médico dentista tem que ter alguns cuidados especiais com doentes portadores desta condição


2. QUAL A ANESTESIA MAIS INDICADA? _ a anestesia local é mais eficaz se tiver associada um vasoconstritor (adrenalina por exemplo) por isso é a que habitualmente utilizamos no controlo da dor nos procedimentos dentários. Apesar disto, este tipo de anestesia pode ser utilizada em doentes com HTA (principalmente se estiver controlada) mas as doses devem ser limitadas. Em alternativa pode ser utilizada anestesia sem vasoconstritor. Cabe ao médico decidir qual a melhor alternativa para cada procedimento e para cada doente.


3. PODEMOS ADMINISTRAR ANTI-INFLAMATÓRIOS? _ Um simples Brufen pode interagir de forma nociva com os medicamentos para a hipertensão diminuindo a sua ação. Podem ser prescritos, sim, mas num período mais limitado .


4. COMO INFLUENCIAM OS MEDICAMENTOS ANTI-HIPERTENSORES A SAÚDE ORAL?_ Estes medicamentos podem provocar falta de saliva (xerostomia) que para além de ser incómodo para o paciente podem levar ao aparecimento de cáries . Também pode haver o risco de maior hemorragia em procedimentos cirúrgicos como uma extração dentária. Há ainda um tipo de gengivite associada a estes medicamentos que se caracteriza por um aumento de volume gengival, que poderá mesmo necessitar de um excisão cirúrgica se o aumento de volume for muito grande.

5. QUE CUIDADOS A TER NA CONSULTA? _ o que tentamos fazer é informar e desmistificar os procedimentos a realizar, para reduzir o stress, que pode desencadear uma crise hipertensiva. Não é assim tão raro este tipo de emergência, e já me aconteceu com uma paciente. Interrompemos o procedimento, fizemos um controlo continuo da tensão arterial que estava muito alta , e aplicamos uma medicação via sub-lingual , vasodilatadora, que ajudou a normalizar a tensão arterial. Felizmente conseguimos fazer este controlo em alguns minutos mas aconselhámos a doente (uma senhora já idosa) a dirigir-se ao médico para gerir esta situação (o que de facto aconteceu).


O médico dentista tem conhecimento deste tipo de patologia e saberá como atuar de forma a proporcionar o melhor cuidado de saúde oral adaptado a cada tipo de patologia. Se sofre de HTA não deixe de procurar o seu dentista :)

#dentalcarelisboa #hipertensao #dentistalisboa #saudeoral #coracaosaudavel


57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page